Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Flamengo usa relatório de consultoria belga e vai investir R$ 14 milhões na base


Fred Luz, diretor geral do Flamengo, concede entrevista em festa da Primeira Liga (Foto: Raphael Zarko/GloboEsporte.com)

O Flamengo recebeu nos últimos dias um relatório do que deve fazer para aprimorar o trabalho nas categorias de base do clube. A empresa belga Double Pass foi contratada e esteve no Ninho do Urubu por uma semana observado métodos, procedimentos e estrutura do departamento de futebol de base. 

Para implantar as melhorias, um reforço significativo no caixa. No orçamento de 2017, as divisões inferiores vão receber investimento 47% maior do que deste ano. O salto calculado é de R$ 9,5 milhões para R$ 14 milhões.

O diretor geral do clube Fred Luz é um dos entusiastas da parceria com a Double Pass. Antes de chegar ao Flamengo, a empresa – responsável pelo planejamento de longo prazo nas seleções alemã, belga e americana - procurou a CBF, que terminou recusando os serviços à época ainda com Gilmar Rinaldi e Dunga à frente da seleção – conforme informação do jornal “O Globo”, em abril deste ano.

                                                                                                                Fred espera melhorar o trabalho na base rubro-negra com parceria internacional (Foto: Raphael Zarko)
                                                                                            

- Eles (Double Pass) fizeram avaliação muito boa do nosso trabalho e bate muito com as coisas que a gente acredita que tem que implantar aqui. Prefiro não citar no momento porque ainda estamos na fase de montagem e estruturação, mas fizeram lista de providências e ações que vamos tomar – disse Fred Luz.

A verba maior para as divisões de base, explica o diretor do Flamengo, é parte do planejamento do clube de crescer as receitas para cada área anualmente. Até 2016, o orçamento da base rubro-negra era inferior ao do Fluminense e do Vasco, por exemplo, e bem abaixo de outros grandes do futebol brasileiro, como Corinthians, São Paulo, Cruzeiro, Grêmio e Inter. 

O reforço no caixa vai servir também para melhorar a infraestrutura de treinos, para organizar excursões e atuar fora do país – estão previstas até cinco competições internacionais para a base rubro-negra em 2017 – e ainda nas contratações para as divisões inferiores.


Presidente do STJD quer caso Victor Ramos resolvido antes do fim do Brasileiro


Victor Ramos; VitóriaO presidente do STJD, Ronaldo Piacente, declarou ao blog nesta quarta-feira que pretende resolver o caso Victor Ramos até o fim desta semana – ou seja, antes do fim do Campeonato Brasileiro, cuja última rodada será disputada no domingo. O Internacional alega que o Vitória escalou irregularmente o zagueiro em 26 rodadas do torneio.

– Não queremos começar o Campeonato Brasileiro de 2017 com alguma pendência – declarou Piacente.

Apesar da vontade do presidente do STJD, tal cenário se desenha. A Federação Bahiana de Futebol publicou nota nesta quarta-feira na qual ameaça o campeonato do ano que vem se o tribunal não arquivar o caso.

Do outro lado, é muito provável que o Inter apresente recursos contra um eventual arquivamento.

C T Ninho do urubu

Módulo profissional vai inaugurar na próxima terça, 13, no dia do aniversário de 35 anos do título mundial




Guarita da entrada do Ninho sendo revitalizada. Aqui haverá um portão automático




terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Flamengo campeão estadual pela 12ª vez consecutiva!


O presidente eurico mMiranda enviou um ofício à Federação de Basquete do Estado do Rio de Janeiro na última sexta-feira avisando que o Vasco da Gama não disputaria o terceiro jogo da final do Estadual de basquete do Rio de Janeiro caso ele ocorresse mesmo no ginásio do Tijuca Tênis Clube, local indicado pelo rival Flamengo, mandante do confronto. Nesta terça-feira, o dirigente mandou uma nova nota ao presidente da Fberj, Álvaro Lionides, batendo o pé sobre a posição vascaína. E ele cumpriu sua palavra. O time da Colina não compareceu ao local para o duelo, que começaria às 21h (de Brasília) e, por esse motivo, o Rubro-Negro foi declarado campeão estadual de 2016 por W.O. Trata-se da 44ª vez que a equipe da Gávea levanta esse caneco, a 12ª seguida. O adversário, por sua vez, já venceu 16 vezes, sendo que ficou nove anos afastado da competição.

Flamengo campeão estadual basquete (Foto: André Durão)
Marcelinho levanta a taça de campeão estadual (Foto: André Durão)

O presidente do vasco sanitário demonstrou estar preocupado com a segurança no ginásio do Tijuca, visto que, no primeiro duelo entre as duas equipes ainda pelo primeiro turno do Estadual, também com torcida única, houve briga entre torcedores rubro-negros nas arquibancadas, necessidade de intervenção da Polícia Militar e até mesmo uma paralisação da partida, que durou cerca de 15 minutos. Na ocasião, o time da Colina venceu pelo placar de 82 a 77. 

- É uma situação muito atípica até porque nós nos preparamos para jogar. Essa equipe tem uma virtude muito grande de ter profissionais que sempre entram para vencer. É difícil falar do Vasco, não sabemos o dia a dia deles e, é claro, eles têm os argumentos deles. Toda decisão num clube é discutida. A gente se prepara para ser campeão e é isso que aconteceu. Não colocamos em prática o que treinamos e é claro que eu preferia ganhar jogando, mas estamos adicionando o 12º titulo consecutivo à nossa coleção - disse o técnico Neto.

Flamengo campeão estadual basquete (Foto: André Durão)Flamenguistas não se importaram com ausência vascaína e fizeram a festa (Foto: André Durão)

Na última quinta-feira, flamenguistas de duas torcidas organizadas entraram em confronto nas ruas do bairro da Zona Norte após a vitória da equipe sobre a Liga Sorocabana, em jogo válido pelo NBB. A briga, desta vez, foi fora das instalações, mas só acabou depois da chegada da Polícia Militar e da detenção de 70 torcedores que, em um ônibus, foram levados à delegacia do bairro da Zona Norte.

Flamengo campeão estadual basquete (Foto: André Durão)Mesmo diante das confusões recentes, o Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) e o Corpo de Bombeiros deram a autorização para que o confronto aconteça no Tijuca, e a Fberj se defende dizendo que apenas segue o regulamento. Eurico, por sua vez, apontou irregularidades para a realização do terceiro jogo da final. 

No documento enviado por Eurico nesta terça-feira, ele enumerou três motivos para que o duelo não acontecesse. O primeiro é que a venda de ingressos foi indevida, uma vez que, desde o último dia 3 de dezembro, o Vasco afirmou que não entraria na quadra do Tijuca Tênis Clube por questões de segurança. O presidente vascaíno colocou a responsabilidade pela venda dos bilhetes nas mãos do presidente da Federação, Álvaro Lionides. 

O segundo argumento fazia referência à nota da própria Fberj, datada no dia 28 de outubro, afirmando que o Rubro-Negro não teria atendido o Departamento Técnico da Federação indicando data e hora para o confronto. E que o dia indicado não foi escolhido em comum acordo com o Cruz-maltino. A indicação do local da partida, contudo, foi do Flamengo, que é o mandante por ter terminado a fase classificatória da competição com a melhor campanha.

Os jogos da série final

O primeiro jogo da série final melhor de três terminou com vitória rubro-negra por 89 a 87. A partida foi realizada na Gávea, com portões fechados para as torcidas. No segundo, que aconteceu no galinheiro de São Januário, mais uma vez sem a presença de torcedores por questões de segurança, o vasco saiu vencedor por 104 a 98. Com isso, a série está empatada em 1 a 1.


Flamengo x Vasco - 3º jogo da final do Estadual do Rio basquete (Foto: André Durão)

 Jogadores do Flamengo em quadra no Tijuca à espera do Vasco (Foto: André Durão)

A princípio, a partida desta terça seria disputada novamente com portões fechados, como punição pela briga entre os torcedores do Flamengo no primeiro turno. No entanto, o Rubro-Negro recorreu e conseguiu evitar que a pena valesse para o terceiro jogo da final. O julgamento no Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do basquete aconteceu na terça-feira da semana passada, depois de o Flamengo ser punido com multa de R$10 mil e duas partidas com portões fechados.

Flamengo procura volante Romulo e busca jogador do Spartak para Libertadore


Rômulo Spartak Moscou (Foto: Divulgação)
No mercado para tentar contratações pontuais - três ou quatro nomes é o ideal para 2017, avalia o departamento de futebol, o Flamengo vai investir na contratação de Rômulo, volante do Spartak Moscou. O jogador revelado pelo Vasco chega ao Rio de Janeiro nesta quarta-feira e vai se reunir com seus representantes para conhecer a proposta do clube rubro-negro. O jogador desperta interesse de outros clubes brasileiros.

O volante tem contrato com o Spartak Moscou até o dia 30 de junho do ano que vem. No dia 1º de janeiro, o jogador já poderia assinar pré-contrato com outro clube. O empresário de Rômulo, Carlos Leite, disse apenas que o jogador tem contrato em vigor com o clube russo. A reportagem do GloboEsporte.com tentou contato com o Flamengo, mas a diretoria reforçou que não se pronuncia sobre "nomes de jogadores, especulações/possibilidades". Ainda mais a poucos dias do fim da temporada de 2016.

Formado nas divisões de base do Porto (PE), Romulo é natural de Picos, no Piauí. Ele chegou a São Januário para integrar a equipe de juniores do vasco quando o diretor de futebol vascaíno era Rodrigo Caetano, atualmente no Flamengo. O volante foi vendido em 2012 por 8 milhões de euros ao clube russo.

Além de Romulo, o clube negocia a contratação de Marinho. O Flamengo enviou proposta aos representantes do jogador e espera o fim do Brasileiro para tentar avançar nas negociações com o Vitória. A inclusão do atacante Marcelo Cirino no negócio com o clube baiano é uma das possibilidades estudadas na transação. O Vitória diz que não tem interesse em vender Marinho. A multa do jogador é alta - cerca de R$ 17 milhões.

Flamengo cobra transparência e quer nova licitação no Maracanã



O Flamengo voltou a mostrar descontentamento com a forma com que o futuro do Maracanã vem sendo tratado. Nesta terça-feira, o clube cobrou, em nota, um posicionamento mais claro do Governo do Estado sobre o assunto. O Rubro-Negro cobra transparência: "Está sendo considerada uma nova licitação ou a possibilidade da venda do controle do consórcio para outra empresa?".

No texto, o Flamengo defende que haja uma nova licitação. Na sequência, afirma ter acordo com um consórcio interessado em administrar o estádio, formado pela empresa CSM, GL Eventos e Amsterdam Arena. O Governo do Estado, também em nota, informou que contratou a Função Getúlio Vargas para elaborar um novo modelo licitatório - e que o prazo de conclusão do estudo é de três meses.

Veja a nota do Flamengo:
 
"Em nome da transparência e para melhor informar associados e torcedores a respeito de seu posicionamento sobre o Maracanã, o Clube de Regatas do Flamengo afirma que:  
1) Em 2016, o Governo do Estado foi um parceiro decisivo para que o Flamengo voltasse a atuar no Maracanã, na reta final do Campeonato Brasileiro. Agora, com o futuro do estádio sendo discutido e planejado, entendemos ser importante que o Governo do Estado, com quem sempre tivemos relação cordial e de confiança, se manifeste publicamente sobre seu papel no processo de transferência de controle do Consórcio Maracanã, da Odebrecht. Está sendo considerada uma nova licitação ou a possibilidade da venda do controle do consórcio para uma outra empresa/consórcio?

2) Na hipótese da venda do controle do consórcio, existe a necessidade da formalização do equilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão. As bases deste equilíbrio são fundamentais para a definição do valor do negócio como um todo. Um dos interessados na compra, através de seu presidente, afirmou à imprensa nesta segunda-feira que houve uma revisão do primeiro edital de licitação. Seria útil que o Governo do Estado tornasse público os termos dessa revisão.

3) Continuamos acreditando que a solução mais segura do ponto de vista jurídico é uma nova licitação.

4) Caso o caminho escolhido pelo Governo do Estado seja a transferência da concessão, estamos comprometidos com ele, desde que este processo seja absolutamente transparente e republicano. Para tal, o Flamengo tem um acordo satisfatório com um consórcio interessado em administrar o Maracanã, formado pela empresa CSM e seus parceiros, a GL Eventos e a Amsterdam Arena".
Veja a nota do Governo do Estado:

"O Governo do Estado contratou a FGV para realizar consultoria para elaboração da modelagem de um novo processo licitatório de outorga dos serviços de gestão, operação e manutenção do Complexo Maracanã. A FGV tem três meses de prazo para a conclusão."


Atlético-PR x Flamengo


O treinador do Flamengo comandou dois treinos em campo de society esta semana, para adaptar os atletas ao tipo de gramado sintético da Arena do Atlético-PR. Nesta terça-feira, Zé dividiu o grupo em três partes do campo e fez trabalhos em campo reduzido.

O Flamengo deve ir a campo com Alex Muralha, Pará, Rever, Donatti (Juan), Jorge; Márcio Araújo, William Arão, Alan Patrick (Mancuello); Gabriel, Everton e Guerrero.

Em tratamento, Rafael Vaz é vetado e abre disputa na zaga do Flamengo


Juan e Donatti disputam a vaga. Vaz tem luxação no ombro esquerdo e faz fisioterapia. Zé Ricardo treina em campo reduzido e observa os substitutos

Vitinho será reforço do Flamengo em 2017, enquanto Éverton Ribeiro não virá


Comentarista do Bom Dia FOX afirma que Éverton não deve chegar à Gávea, mas sobre Vitinho cravou: 'Este sim, é reforço para o Flamengo'

Flamengo faz proposta a Marinho e aguarda definição do Vitória

Após uma semana de planejamento interrompida pela tragédia envolvendo o voo da Chapecoense, o Rubro-Negro voltou à carga por reforços para a equipe que disputará a Taça Libertadores da América no próximo do ano. Um dos nomes preferidos da diretoria é o atacante Marinho, destaque do Vitória no Campeonato Brasileiro.

Imunidade contra rebaixamento para a Chape está praticamente descartada

Está praticamente descartada a ideia de proteger a Chapecoense do rebaixamento nas próximas edições do Campeonato Brasileiro. Primeiro motivo: a própria Chape não quer. Ivan Tozzo, presidente em exercício do clube catarinense, declarou nesta segunda-feira que o plano "é uma grande besteira".

A declaração de Tozzo combina perfeitamente com o que pensa a CBF sobre o plano. A entidade via obstáculos para a implantação da imunidade à Chape. Mesmo entre os clubes que formularam a sugestão, já havia quem visse problemas na efetivação da ideia.

O comportamento de dirigentes do Internacional na última semana - no auge da comoção com a tragédia da Chapecoense - ajudou a enfraquecer a ideia.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Prefeito entrega licença final para o Flamengo construir sua Arena Multiuso na Gávea

                                                                             Arena Multiuso do Flamengo (Foto: Divulgação)


O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, entregou nesta segunda-feira à diretoria do Flamengo a licença que faltava para a construção da Arena Multiuso do clube, na sede da Gávea. O projeto, que tinha sido apresentado pelo Rubro-Negro há dois anos, estava travado e foi adiado por questões burocráticas, teve que esperar a liberação de diversos órgãos, mas agora teve a sua aprovação final. O documento foi entregue nas mãos do presidente flamenguista Eduardo Bandeira de Mello.

- Promessa cumprida! Hoje fui com o deputado Pedro Paulo entregar ao presidente Bandeira do Flamengo a licença para a construção da Arena da Gávea. E olha que nem disputando eleição estou... Mas só mais uma coisa: meu coração continua e sempre será Vasco - escreveu Eduardo Paes, em sua conta oficial nas redes sociais.



Eduardo Paes Bandeira flamengo (Foto: Reprodução instagram)Eduardo Paes Bandeira flamengo (Foto: Reprodução instagram)

Em  contato por telefone com o Globoesporte.com, o vice-presidente de patrimônio do Fla, Alexandre Wrobel, comemorou a obtenção da licença e explicou que o próximo passo é submeter o contrato para a aprovação do Conselho Deliberativo do clube, o que deve acontecer em, janeiro.

- Nós já estávamos esperando essa aprovação, foi um trabalho que fizemos ao longo do tempo, cumprindo inúmeras exigências que foram impostas. A gente recebe com muita alegria essa notícia, acho que é um presente para o Flamengo, para cidade e para os esporte olímpicos. Agora vamos levar o contrato para a apreciação do conselho, e isso deve acontecer em janeiro. Depois, com aprovação, as obras poderão ser iniciadas - afirmou Wrobel.

A arena multiuso, com capacidade para cerca de 3.400 pessoas, custará quase R$ 30 milhões, investimento que será feito pela rede de lanchonetes McDonald's. A contrapartida para o investidor seria a exploração do ponto comercial privilegiado em todos os eventos.

Antes de receber a licença final da Prefeitura do Rio nesta segunda, a diretoria do Flamengo teve que resolver questões com a CET-Rio, por causa do trânsito na região da Gávea, com o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Arena Multiuso do Flamengo (Foto: Divulgação) 
Em parceria com o McDonald's, a Arena Multiuso será construída na Gávea (Foto: Divulgação)

CBF confirma rodada com nove jogos e WO duplo para Chapecoense e Galo


A última rodada do Campeonato Brasileiro terá nove partidas e um WO duplo no jogo que seria disputado por Chapecoense e Atlético-MG. A CBF vai enviar um quarteto de arbitragem para a Arena Condá, em Chapecó, apenas para cumprir formalidades.

Como os clubes já informaram que não jogarão, os árbitros não vão entrar em campo. Ficarão no vestiário aguardando as escalações de cada time – que não chegarão. Depois de 30 minutos de espera, os árbitros decretarão o fim do jogo, com derrota de 3 a 0 para os dois. Na prática, não haverá consequência nenhuma para Chapecoense ou Atlético-MG na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

Todas as outras partidas estão confirmadas - todas com homenagenas à Chape semelhantes às que serão realizadas na decisão da Copa do Brasil.

O jogo entre Fluminense e Internacional também está confirmado. Na semana passada, jogadores do Colorado (que está na zona de rebaixamento) se declaram "sem condições" emocionais de jogar a última rodada do Brasileirão. O presidente Vitório Píffero disse ter o "sentimento" de que "não pode mais ter futebol em 2016". Antes, o vice de futebol Fernando Carvalho havia reclamado do adiamento em uma semana da rodada - e usado o termo "tragédia particular" para se referir à situação do Inter no Brasileirão.

Quase pronta, sala de imprensa do ninho

Poucos detalhes para a conclusão da Sala de Imprensa Jornalista Victorino Chermont. Vem aí o novo módulo profissional do Ninho do Urubu


Sem segurança suficiente, Maracanã sofre com furtos até de janelas de bilheteria

Enquanto a Odebrecht não consegue devolver o Maracanã ao governo, que por sua vez não concretiza o repasse da concessão ou define a rescisão e inicia processo para nova licitação, o estádio é o maior prejudicado na briga. A segurança é deficiente, poucos vigilantes estão responsáveis por tomar conta de todo o complexo, e o resultado são invasões e furtos de material de escritório, televisões, lixeiras, e o que mais puder ser carregado. Nos últimos dias, até as janelas da Bilheteria 1, próxima ao Maracanãzinho, voltada para a movimentada Avenida Maracanã, foram levadas.

Sem segurança suficiente no complexo, janelas da bilheteria 1 do Maracanã foram levadas

Imunidade contra rebaixamento para a Chape está praticamente descartada


Está praticamente descartada a ideia de proteger a Chapecoense do rebaixamento nas próximas edições do Campeonato Brasileiro. Primeiro motivo: a própria Chape não quer. Ivan Tozzo, presidente em exercício do clube catarinense, declarou nesta segunda-feira que o plano "é uma grande besteira".

A declaração de Tozzo combina perfeitamente com o que pensa a CBF sobre o plano. A entidade via obstáculos para a implantação da imunidade à Chape. Mesmo entre os clubes que formularam a sugestão, já havia quem visse problemas na efetivação da ideia.

O comportamento de dirigentes do Internacional na última semana - no auge da comoção com a tragédia da Chapecoense - ajudou a enfraquecer a ideia.


domingo, 4 de dezembro de 2016

Dobradinha: Flamengo comquista dois títulos estaduais na base em cima do vasco sanitário


O domingo começou com 2 títulos do futebol de base: Sub-13 e Sub-14 venceram o vasco sanitário e foram campeões estaduais! 







sábado, 3 de dezembro de 2016

Zé fala em "intensivão" à frente do Flamengo e espera grupo mais maduro em 2017


flamengo x coritiba zé ricardo (Foto: André Durão)
De fala calma, educada e didática, tipíca de professor de Educação Física que se orgulha de ser, Zé Ricardo conquistou a todos no Flamengo em sua primeira experiência no futebol profissional. Após Muricy Ramalho deixar o comando da equipe por problemas médicos, o Rubro-Negro até flertou com outros comandantes, mas acabou encontrando dentro de casa a melhor opção.

Interino por um período, efetivado e garantido em 2017, Zé conduziu a equipe à grande campanha no Brasileiro, a melhor do clube na história dos pontos corridos. Técnico de futsal e de divisões de base até cair com a missão de comandar o Flamengo durante a temporada, ele soube lidar com a pressão do clube e com os jogadores cascudos do elenco.

- Fiz um intensivão, com a ajuda de todos aqui. A gente vai evoluindo, a experiência, a gente costuma dizer, não se compra na farmácia. Só o dia a dia que nos forma e molda para os próximos acontecimentos. Espero que quando a gente se reapresentar em 2017, tenhamos um grupo e uma comissão mais madura e trazer os erros que cometemos como forma de melhorar como profissionais e pessoas - disse Zé Ricardo.

O aproveitamento de 63% e o recorde de pontuação no sistema de pontos corridos coroa mais uma aposta certeira do clube. Foi assim com o falecido Carlinhos, Andrade, Jayme de Almeida e agora com Zé Ricardo.

Com o planejamento temporariamente suspenso para 2017 em função da tragédia da Chapecoense, nomes de possíveis reforços e outras questões ainda não estão em pauta em entrevistas do Flamengo. Próximo de garantir a vice-liderança do Brasileiro, Zé Ricardo e o Flamengo esperam que o próximo ano seja de conquistas. O clube completou o segundo ano seguido sem títulos - pois também não havia sido campeão em 2015.

- Estou mais velho e com mais cabelos brancos (risos). Vamos aprendendo a cada dia. Com a ajuda de todos, esperamos ter um 2017 de crescimento e evolução. Temos muito a melhorar - afirmou o treinador do Flamengo. Ele, sim, foi campeão: da Copa São Paulo de Juniores.





NBB temporada 2016/2017




Classificação







Pts Aprov Jogos V D Pró Contra saldo
#01 FLA Flamengo 12 100.0 6 6 0 533 484 49
#02 BRA Brasília 13 85.7 7 6 1 603 534 69
#03 VIT Vitória 11 83.3 6 5 1 447 425 22
#04 MOG Mogi 5 66.7 3 2 1 243 229 14
#05 PIN Pinheiros 13 62.5 8 5 3 688 675 13
#06 BAU Bauru 11 57.1 7 4 3 564 542 22
#06 CMO Campo Mourão 11 57.1 7 4 3 525 539 -14
#08 vas vasco sanitário 12 50.0 8 4 4 592 627 -35
#08 CEA Basq. Cearense 9 50.0 6 3 3 456 441 15
#10 FRA Franca 10 42.9 7 3 4 547 556 -9
#10 CAP Paulistano 10 42.9 7 3 4 558 569 -11
#12 LSB L. Sorocabana 8 33.3 6 2 4 438 446 -8
#13 MIN Minas 9 28.6 7 2 5 554 557 -3
#14 MAC Macaé 5 0.0 5 0 5 397 429 -32
#14 CAX Caxias do Sul 8 0.0 8 0 8 558 650 -92
  • Aprov.: Aproveitamento
  • Pts: Pontos
  • V: Vitórias
  • D: Derrotas
  • Pró: Cestas pró
  • Contra: Cestas contra
  • Saldo: Saldo de cestas

Flamengo bate o Paulistano por 81 a 72 e mantem a invencibilidade e a liderança do campeonato.


Marcelinho é homenageado pelos 10 mil pontos no basquete do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)
Antes mesmo do fim do jogo, Marcelinho já recebia uma homenagem neste sábado. Não à toa. O ala-armador ultrapassou a marca dos 10 mil pontos pelo Flamengo. Ele ganhou uma camisa rubro-negra personalizada com número 10K, uma placa comemorativa e mais uma vitória no NBB 2016/17. No ginásio do Tijuca Tênis Clube, o Fla bateu o Paulistano por 81 a 72 e manteve a invencibilidade e a liderança do campeonato. Antes do início do jogo foi respeitado um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da tragédia da Chapecoense.

- Estou muito feliz. Essa marca simboliza toda minha trajetória no Flamengo. Minha característica é ser ofensivo. Faço isso para ajudar o time a ter vitorias. Fico feliz de ter ajudado o Flamengo a conquistar tantos títulos - disse Marcelinho, em entrevista à "TV Band".

Primeiro time do ala-armador na juventude, o jogador de 41 anos está no time profissional desde 2007, depois de passar por vários times do Brasil e da Europa. Marcelinho estava nos cinco títulos rubro-negros no NBB, sendo por três vezes o líder de pontos da competição. Por duas vezes ele foi o MVP do nacional (Jogador Mais Valioso).

Neste sábado, Marcelinho fez 17 pontos e foi um dos destaques do Fla. Marquinhos foi o cestinha, com 19 pontos. Olivinha conseguiu um duplo-duplo (10 pontos e 14 rebotes). Pelo Paulistano, Mogi foi o maior pontuador, com 17 pontos.

Com o resultado, o Flamengo chegou à sexta vitória no NBB 2016/17 e lidera com 100% de aproveitamento. O time volta ao ginásio do Tijuca Tênis Clube no próximo sábado, às 18h (de Brasília), contra o Macaé. 

O Paulistano, por outro lado, viu ser interrompida sua série de dois triunfos seguidos. Com três vitórias em sete jogos (42,9% de aproveitamento), o time caiu da oitava para a 11ª colocação. Na quarta-feira, às 20h15, a equipe encara o Campo Mourão fora de casa.

O jogo
Quando a bola subiu, o Flamengo logo mostrou ser superior ao jovem time do Paulistano. Marquinhos puxou os cariocas com oito pontos no primeiro quarto. Marcelinho também foi importante peça rubro-negra. Já no meio da parcial inicial o armador fez a cesta que selou a marca de 10 mil pontos pelo Fla. O Paulistano, por sua vez, encontrava pouco espaço para os arremessos e cometeu muitos erros. Assim, o time anfitrião abriu 20 a 13 no primeiro quarto.

O técnico José Neto rodou bastante o time do Flamengo no início do segundo quarto. Dez jogadores entraram em quadra e oito deles pontuaram. O jogo coletivo foi o ponto forte rubro-negro. A equipe abriu mais de dez pontos de vantagem. O Paulistano cresceu no fim, liderado por Hure, mas o Fla segurou e foi ao intervalo com 36 a 26 no placar.

Marcelinho recebeu uma homenagem pelos 10 mil pontos durante o intervalo. Marquinhos, JP Batista e Fischer embalaram o Fla no terceiro quarto. O time chegou a abrir 20 pontos de vantagem (50 a 30). Parecia que a vitória seria tranquila. Só que o Paulistano novamente cresceu no final do quarto e diminuiu para 61 a 50.

O Paulistano entrou de vez no jogo e foi com tudo para o último quarto, puxado por De Paula. O jogador fez 12 pontos só na parcial. A diferença chegou a ser de apenas cinco pontos. Marcelinho manteve o Fla na frente com três bolas de três pontos. Na reta final, o Flamengo dominou o jogo e garantiu mais um triunfo no NBB 2016/17: 81 a 72.

Times
 
Flamengo: Marcelinho (17), Fischer (8), Marquinhos (19), Mineiro (2) e JP Batista (13). Entraram: Pedrinho (1), Lelê (6), Ramon (5), Olivinha (10) e Léo Bispo (0).

Paulistano: Mogi (17), Jhonatan (8), Renato (9), De Paula (14) e Guilherme (4). Entraram: Luis Fernando (4), Victor André (0), Hure (12) e Arthur Pecos (4).